Como discernir entre revelações e revelamentos


O que tem de gente hoje que chama pra si o título de profeta e sai por aí dizendo, "EIS QUE TE DIGO..." não é normal. Fico assustado com a falta de temor dessas pessoas que entregam esses revelamentos.

É gente diagnosticando câncer de próstata em mulher, dizendo que homem casado vai encontrar sua cara metade, dizendo as irmãs grávidas, "eis que se não for menino, haverá de ser uma menina hein...". Seria cômico se não fosse trágico. Seria divertido se isso não destruísse vidas.

Mas a questão que chega sempre a cabeça de quem ouve essas coisas é a seguinte: Como você faz pra discernir entre revelamento e revelação? Bem, primeiro, revelação que é revelação se cumpre, revelamento se perde no vento. Revelação é fruto de intimidade, de ouvir a voz do Espírito Santo. Revelamento é obra da carne, motivada por vaidade ou paranóia.

Discernir entre essas duas coisas é delicado demais, porque até alguns revelamentos soam verdadeiros e geram esperança na vida das pessoas. Porém a revelação gera vida e traz paz, além de testificar no seu espírito que o que foi dito é verdade.

Cuidado quando ouvir um "profeta" desferindo suas profetadas por aí. Tem gente que por culto ouve mais a voz de Deus do que Isaías em todo seu ministério. Isso é descabido, exagerado e fraudulento. Não saia por aí procurando as revelações, saiba de uma coisa, se Deus quer mesmo falar com você, ele o fará levando alguém até você ou através de qualquer outra forma inteligível.

E no mais, tudo na mais santa paz! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por visitar meu blog!