Namoro aos 10 anos preocupa psicólogos e profissionais da educação

 É isso mesmo que você está lendo.Namoro aos 10 anos preocupa psicólogos. Esse foi o título de uma reportagem no Jornal A Tribuna (Vitória-ES) no mês de Julho. Meu espírito se comoveu em mim ao saber que pais estão liberando filhos na idade de 10 anos para um relacionamento sentimental, amoroso. O uso da pulseira do sexo entre crianças já foi um caminho para despertar conversas e desejos sexuais entre colegas, imagine com os próprios pais liberando filhos de 10 anos para namorar...O que esses pais estão pensando? Eles abriram mão dos filhos nessa fase para namorar e não se preocupam com as consequências que podem surgir até mesmo antes dos 12 anos. 

Hoje, com a puberdade precoce, com o desenvolvimento físico sexual de crianças aos dez anos, torna-se preocupante pais liberarem filhos nessa idade para namorarem, pois durante esse namoro, despertam-se os desejos, tanto na menina como no menino. Segundo a notícia do Jornal A Tribuna, os psicólogos aconselham a permissão para namorar a partir dos 15 anos.Os pedagogos também estão preocupados com o crescimento desses relacionamentos precoces, e muitas vezes, porque os pais deixam.

Segundo a psicóloga Cláudia Calil, o namoro entre crianças é prejudicial e apressa a entrada na fase adulta. Para ela, a idade ideal é a partir dos 15 anos, começando a adolescência. "Namoro antes disso é uma agressão a criança, pois ela não está preparada para assumir um compromisso. Piscar o olho e trocar bilhetes é normal, mas namorar, não", disse Cláudia à reportagem de A Tribuna.

A psicóloga disse que o assunto sexo ainda é um tabu entre pais e filhos. Ela deixa um alerta: " Os pais não falam abertamente sobre sexualidade com os filhos, muito menos nessa idade. Então, como liberar um namoro? Por isso aparece tantas adolescentes grávidas".

A psicóloga Cláudia é especialista em clínica da infância e adolescência e faz um analise: 

   "Doutora, meu filho pode namorar aos 10 anos? A resposta é definitivamente não. Isso não faz parte do mundo da criança, com 10 anos ela não está preparada psicologicamente, emocionalmente e muito menos fisicamente para namorar.
   Porém se a criança chega a pedir, é um reflexo do que ela esta vivenciando precocemente. 
   Muitos pais, por não saberem lidar com os filhos, acabam atropelando essa fase tão importante, que é ser criança, brincar e viver o mundo da criança. Ao contrário, estão inserindo os filhos cada vez mais cedo no mundo que é do adulto.
   É preciso falar sobre sexualidade em família de forma saudável. O assunto é uma necessidade e não pode ser evitado.
   O que importa é que os pais tenham coerência na hora de conversar com os filhos, ter um postura única que obedeça a uma lógica. Assim, a criança aprende a administrar a situação. sem tabus, mas segundo princípios e valores que estruturam a família.
   Desta forma, ela precisa saber que na adolescência vai começar a experimentar e vivenciar o que é um relacionamento de forma natural para sua idade".

A diretora Angela Maria, que também é pedagoga, da escola Oceanu'sna cidade da Serra, aqui no Espirito Santo, confirmou na reportagem de A Tribuna: "Sabemos de vários casos de namoro entre alunos. Teve até um caso de uma menina que engravidou muito nova"

Casos de crianças com 10 anos que namoram com duas pessoas ao mesmo tempo ou trocam de parceiros com frequência, são os que mais preocupam e chamam a atenção dos pedagogos. E isso acontece na competição com o colega em conseguir "ficar" com mais meninas ou meninos.

Uma outra pedagoga e mestre em educação, Carly Cruz, afirmou que alguns pais incentivam namoro nessa fase sem ter noção das consequências, e que também a televisão tem influenciado a isso. " A família acha bonito, e a televisão influencia. Normalmente os filhos de mães que deram à luz cedo têm tendencia de terem filhos cedo também."

Ela também deixou claro ao Jornal A Tribuna que a escola não permite maior aproximação entre as crianças."É inadmissível crianças de 10 anos andando de mãos dadas e trocando carinhos na escola".

Para a pedagoga Maria Elouir Campos, os pais permitem o namoro para evitar que os filhos façam escondidos. Porém a pedagoga Marli Imperial acha que os pais devem se preocupar com a intensidade dos relacionamentos. " os pais não podem deixar que o namoro afete os compromissos dos filhos."

Diálogo com as crianças

Aproveitando parte da reportagem sobre o assunto, segue aqui alguns conselhos para um diálogo com as crianças... Não devem ser estimulados comentários sobre namoros, mesmo ser for de brincadeira. Os exageros encaminham para uma erotização precoce. Você pai, você mãe, não fique achando engraçadinho a crianças trocando juras de amor, caricias, e dando selinhos. A criança deve ser ensinada desde cedo que só adultos podem namorar. Pais, é necessário e importante ensinar valores ao filhos e dialogar com eles sobre relacionamentos  sobre suas responsabilidades com a criança. E, por fim, prestem atenção no comportamentos e atitudes das crianças, veja se condizem com a idade.

Meu abraço fraternal a todos! Nerly Nunes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por visitar meu blog!