Policiais encontram 38 imagens de santa com maconha dentro


 Foram encontradas, por agentes da Delegacia de Roubos e Furtos, 38 imagens de Nossa (?) Senhora Aparaceida (?) cheias de tabletes de maconha, abandonadas em um matagal junto ao Complexo da Coréia, Zona Oeste do Rio.

Segundo a policia, as santas com as drogas pertenciam ao traficante Márcio Sabino, o Matemático. As imagens estavam numa localizaçao chamada de Chuchuzal na Estrada dos Coqueiros, em Senador Camará. A policia chegou ao local após investigaçoes.

De acordo com o delegado, a Favela da Coréia vinha sendo investigada porque ela é usada como cativeiro em casos de sequestros de gerentes de bancos. Por isso deu-se a ivestigaçao na area onde foram encontradas as santas com tabletes de maconha. Ele ainda explicou dizendo que por esses dias a policia ficou sabendo desse carregamento de drogas. 

Texto baseado em noticia lida no Jornal A Tribuna do dia 15 de Maios de 2010
 Veja outras duas fotos abaixo:
 

Mulher de pastor presbiteriano vira madame funk


Folheando o Jornal A Tribuna do dia 12 de Maio, na revista AT2 deste jornal, li o seguinte título: "Madame de pastor e do funk".Seu nome é Cláudia Machado. Ela é uma ex-cantora gospel capixaba que trocou a música evangélica pelo funk. Estaria ela entregue às tentações do Diabo?Bom, Madame Funk se diz  evangélica e diz que nao é uma versão atualizada da famosa Luz Del Fuego, tambem cachoeirense.Como se sabe, o funk, parece chocar algumas pessoas por ser um sinonimo de depravaçao e marginalidade.Por ser casada há sete anos com pastor presbiteriano, Cláudia, Madame Funk, causou decepçao em muitas pessoas que ainda a acusaram de ter feito pacto com o Diabo.
No site da Madame Funk uns fazem comentarios dizendo estarem entristecidos, decepcionados;outros demostram contentaçao com ela. Porem, uns fazem suas repreensões...O ultimo recado em que vi ao visitar o Orkut da Madame Funk, era de um "curioso" que dizia: "Vc é muito gostosa, parabens". O recado ela apagou logo que leu...Sua comunidade no Orkut, que ela mesma criou em 27 de novembro de 2008 tem, até o momento, 69 membros. Em um trecho da descriçao de sua comunidade ela diz: "Com força e sensualidade, destaca-se pela personalidade de sua voz marcante,que combina belas interpretações com o estilo dançante do Funk Carioca.". 

Embora dizer-se uma mulher de paz, em Abril deste ano, ela e Tati Quebra Barraco discutiram feio num programa de TV. Madame Funk disse que Tati nao sabia cantar, só gritar. O clima esquentou entre as duas.


Acompanhem a entrevista de Madame Funk ao AT2... "Dizem que estou no inferno".

AT2 - O que difere a Madame Funk das outras funkeiras?
Cláudia Machado (Madame Funk) - A proposta de ser cantora de verdade. Quem faz funk hoje nao canta. A gente vê muito nome de fruta, nome disso, nome daquilo...
AT2 - Você é contra?
Madame Funk - Nao,mas tenho outra posposta para quem nao gosta dessas coisas. E tem muita gente.
AT2 - É a melhor do funk?
Madame Funk - Não me acho melhor em nada, mas seguro bem.
AT2 - Tati Quebra-Barraco nao pensa o mesmo?
Madame Funk - Você acredita que tive que ser remanejada de um hotel em São Paulo para que evitassem briga dela comigo? Ao acabar o programa da Luciana Gimenez, onde rolou a confusão, precisei ficar 2 horas trancada em um quarto até ela sair.
AT2 - O que gerou a briga?
Eu a desafiei para cantar.Acho que ela se sentiu muito mal com aminha presença. Ela queria ser diferente e viu em mim uma coisa que gostaria de ser. Ela já fez um monte de plásticas, mas dinheiro não compra tudo.
AT2 - O que te fez deixar a música gospel e partir para o funk?
Madame Funk - A decepçao, porque eu nunca quis fazer essa coisa muito mercantilista, de grana, por ter minha base cristã. Inclusive, sou casada com um pastor. Eu ficava muito reticente com essa coisa de cachê. Era muito pesado. E a minha relação com Deus nao está à venda.
AT2 - Pesado porque?
Madame Funk - O gospel é muito mercado. Há manipulaçao de massa, pessoas se aproveitando de outras. A igreja evangélica se perdeu um pouco.
AT2 - Com essa história do funk, você deve ter virado uma aliada do "coisa ruin", pelo menos para muitos evangélicos, não?
Madame Funk - (Risos) De alguma maneira, simOuço cada coisa das pessoas! Falam que até estou nos braços do demônio. Mas continuo cantando para Deus da mesma maneira.
AT2 - Já sofreu alguma agressão?
Madame Funk - Dizem que sou "madame do capeta", que já estou no inferno...Recebi várias criticas pesadas de pessoas da igreja evangélica.
AT2 - Como é ser mulher de pastor cantando funk?
Madame Funk - (Risos) Nao desço até o chão nem uso shortinho. Não sou contra quem faz, mas não é preciso descer até o chão e levar o nível junto.
AT2 - Por que escolheu o funk?
Madame Funk - Porque o funk se comunica mais fácil e é uma forma bacana de manifestção. Houve uma deturpação do funk. Tudo ficou muito erotizado e vinculado ao crime. O funk está fugindo dos valores morais. As pessoas aplaudem absurdos. Tati Quebra-Barraco disse que não vê problema de sua filha de seis anos ouvir o que ela canta. Não é ser moralista, mas acho que não se deve pegar tão pesado.
AT2 - Assim como as letras, as cantoras do funk estão vulgares?
Madame Funk - Falar de cantora de funk é dificil. Não enxergo uma. O que vejo são umas dançarinas e outras fazendo trabalho para público teen.
AT2 - Quem se salva?
Madame Funk - Dificil destacar alguem. A proposta dela nao é cantar, é outra.
AT2 - É chocar, é vulgarizar? 
Madame Funk - Umas sim, outras não. A Perlla faz uma coisa interessante. O resto é mais erotização Não vejo problema na sensualidade, mas baixo nível é de extremo mau gosto.
AT2 - Qual é o pior do funk?
Madame Funk - Se for falar dos proibidões, a coisa é absurda, muito ruin mesmo.
AT2 - A violência é muito grande  nos bailes funk? 
Madame Funk - As letras levam a isso, incentivam a revolta.
AT2 - O funk tem salvaçao?
Madame Funk - Prefiro acreditar que sim. As pessoas têm de voltar aos principios, resgatar o funk que o Claudinho e Buchecha faziam. 

Agora confira a Letra da música Eu nasci pra ser madame:
Cabelos enrolados, lisos, cacheados
Andar de salto alto
Ter sempre um rebolado
Gosto de passear, gosto de me cuidar
Minha pele bem macia
Tudo em cima pra te amar
Ame, ame, ame
Eu nasci pra ser Madame
Ame, ame, ame
Eu nasci pra ser Madame
O brilho do meu olhar te deixa enfeitiçado
Minha boca te conquista, eu sou sua alquimista
Meus desejos saciados
São a sua garantia
Então me ame, ame
Eu nasci pra ser Madame
Ame, ame, ame
Eu nasci pra ser Madame
Ame, ame, ame
Eu nasci pra ser Madame

No Formspring.me comecei a fazer algumas perguntas a ela, e na primeira pergunta que fiz ela declara nao ter esposo. Veja a imagem a baixo:

Agora, fiquem a vontade para comentar...Mas eu até concordo quando ela diz que o gospel é muito mercado. Realmente há manipulaçao de massa mesmo, são pessoas se aproveitando de outras. A igreja evangélica se perdeu um pouco sim...Não curto essa coisa de funk, mas quando eu era mais novo, ouvi letras que realmente deveriam ser valorizadas. Mas essa letra Eu nasci pra ser Madame nao tá para uma fiél esposa  de pastor...E nem mesmo reflete o que ela diz e crê. E eu nao sei o que levaria uma esposa de pastor a colocar fotos sensuais em seu site.