Condenado por assassinato quer gravar cd gospel

Com pena de 45 anos, Agleucir diz que se converteu e começou a compor músicas gospel. Virou o cantor do presídio, em Xuri.

Condenado a 45 anos de prisão por homicídio e tentativa de homícidio, o presidiário Agleucir Venâncio dos Santos, 22 anos, ganhou na cadeia o título de cantor dos presos e sonha, quando for solto, gravar um CD e se tornar um artista gospel reconhecido.

O amor pela música é tanto que, mesmo atrás das grades, ele já compôs 33 músicas gospel. "Eu quero louvar à Deus por tudo o que ele fez na minha vida. As minhas músicas são reflexo do que eu já vivi na cadeia. Tudo o que eu aprendi aqui e do lado de fora quero passar para as pessoas, para elas verem que uma total transformação é possível", declarou.

Agleucir foi preso em 2007 acusado de promover um tiroteio dentro de um bar na Serra- Sede. Na ocasião, o estudante Weverton Santana Nunes, o Evinho, 21 anos, foi morto na frente do local e outras 12 pessoas ficaram feridas.

Na época, Agleucir já era cantor e sua paixão era pagode e funk. Ele até se apresentava em bares e boates. "Mas o que aconteceu antes da prisão eu quero esquecer", disse o preso que está há três anos e quatro meses na cadeia.

De família evangélica, dois anos depois de ser preso Agleucir se converteu a Jesus e mudou de vida, inclusive de estilo de música. "Agora só canto louvores e meu sonho é gravar um CD com músicas que eu compus", declarou.

Com a mudança de vida, o presidiário também passou a ajudar nos cultos promovidos por algumas igrejas evangélicas na cadeia. "Eu canto nos cultos e, se precisar, até prego o Evangelho para os outros presos no lugar do pastor", disse.

Desde o início do ano ele está na Penitenciaria I, em Xuri, Vila Velha. Além da música, Agleucir ocupa o tempo como funcionário da biblioteca da cadeia, função que ocupa há quatro meses.

Cercado pelos livros no silêncio da biblioteca da Penitênciária I, em Xuri, Vila Velha, o preso Agleucirgospel. "Tenho parentes que já são músicos evangélicos", contou. Venâncio dos Santos, 22 anos, disse que vai contar com a ajuda de familiares para gravar um CD

Agleucir cursa a 1ª série do ensino médio no presídio pela manhã e, à tarde, trabalha na biblioteca.

Entrevista ao Jornal A Tribuna

A TRIBUNA - Quando surgiu a ideia de gravar um CD gospel?

AGLEUCIR - Desde adolescente eu gostava de cantar pagode e funk. Tanto que estava cantando funk quando aconteceu o crime pelo qual fui considerado culpado.
Mas, depois, na cadeia, Deus mudou a minha vida, até meu estilo musical. Agora só canto e escrevo louvores. A minha vida mudou completamente e as minhas músicas falam de Deus., falam que uma transformação total é possível.

A TRIBUNA - Já imaginou como será a produção desse CD?

AGLEUCIR - Na minha família todos são músicos evangélicos. Vou contar com o apoio deles para gravar o CD. Após ser preso, conheci a Palavra. Aceitei à Jesus e descobri que quero seguir o caminho dele.

A TRIBUNA - Atualmente você trabalha na biblioteca da cadeia. Que tipo de atividade desenvolve?

AGLEUCIR - Eu e um colega somos responsáveis pela organização da biblioteca, em catalogar livros, alugá-los para os internos e professores. Cada um pode ficar sete dias com o livro,podendo renovar.

A TRIBUNA - Quais sãoos livros mais procurados pelos internos?

AGLEUCIR - "A Cabana" (Willian P. Young) e Guinnes Book. Os internos adoram curiosidades. Também gostam de Dom Casmurro (Machado de Assis) e filmes que narram a história do ex-presidente Lula.

A TRIBUNA - E você, o que gosta de ler?

AGLEUCIR - Estou gostando de ler "Vidas Secas", de Graciliano Ramos. Além dos romances, eu me interesso muito por livros sobre Psicologia.


JORNAL A TRIBUNA (VITÓRIA-ES), DOMINGO, 18 DE SETEMBRO DE 2011

E eu já diria ao Agleucir que, já que sonha em ser "um cantor gospel reconhecido", procure ser cristocêntro nas suas canções gospel,  procure agradar mais a Deus do que aos seus ouvintes. Leia o livro Erros Que Os Adoradores Devem Evitar, do pastor Ciro Sanches Zibordi. E nada faça por inveja dos outros cantores gospel famosos. Não se exaute, mas sim, exaute ao Senhor Jesus!