Adolescente encontra celular de R$ 800 dentro de ônibus e faz questão de devolvê-lo ao dono

27/12/2011 - 12h45 - Atualizado em 27/12/2011 - 12h45, no Gazeta Online

Alcimar Moreira, de 18 anos, não possui um aparelho móvel, mas mesmo assim deu exemplo raro de honestidade

Murilo Cuzzuol
EQUIPE EU AQUI

O que você faria se encontrasse um celular novinho, que custa R$ 800, dentro de um ônibus? O jovem Alcimar Moreira, 18 anos, que ainda não possui um aparelho móvel, não pensou duas vezes: ele queria devolver o celular ao verdadeiro dono.
foto: Arquivo Pessoal
Alcimar Moreira
Alcimar guardou o aparelho que achou, levou para o estágio e contou aos colegas de trabalho o que tinha ocorrido. Logo encontraram a dona
Essa história de exemplo de dignidade e caráter começou no dia 22 de dezembro, quando o adolescente seguia para o estágio, no Centro de Vitória. Ele estava no Transcol, linha 509, quando no chão do coletivo avistou o aparelho. "Eu havia saído de Novo Horizonte na Serra e estava a caminho do meu antigo estágio. Vi o celular no chão. Peguei e perguntei aos passageiros quem era o dono, mas ninguém respondeu", contou.

Alcimar guardou o aparelho, levou para o estágio e contou aos colegas de trabalho o que tinha ocorrido. Como o jovem é de família humilde e não possui um aparelho, os amigos disseram para ele ficar com o celular.  "Por impulso ele concordou inicialmente em ficar com o aparelho, porém demonstrava no semblante que aquela atitude o deixava desconfortável", lembrou a auxiliar de informática Ingrid Tavares, de 43 anos, que trabalhava com Alcimar.

"Falei para ele ficar com o celular. Disse que não estava errado, pois não havia feito nada de errado. Entretanto, notei que mesmo concordando conosco o Alcimar estava incomodado. Perguntei o que estava acontecendo e ele respondeu que o aparelho não era dele. Fiquei sem saber o que fazer na hora. Só para terem uma ideia de como ele é simples, o Alcimar não ficava nem com o dinheiro que ganhava no estágio. Ele o entregava para a mãe e assim ajudava nas despesa de casa", contou Ingrid.

O gesto do adolescente surpreendeu a auxiliar. "É uma situação que não estamos acostumados a ver. Naquele momento, se estivesse no lugar do dele, certamente ficaria com o aparelho para mim. A atitude que o 'Mamá' teve foi muito nobre", disse.

Dona encontrada

Decidido a devolver o aparelho, Alcimar pediu à colega de trabalho que procurasse pelo verdadeiro dono. "Eu sabia que o telefone não me pertencia e sabia que alguém estaria muito triste por tê-lo perdido. Foi aí que falei com a Ingrid para me ajudar a encontrar o proprietário. Não posso ter comigo algo que não é meu", explicou ele. 

Pela memória do aparelho eles conseguiram localizar a proprietária, que se chama Rachel, moradora de Vila Velha. A auxiliar de informática disse que a mulher chegou a se emocionar com a história. "Ela chegou a chorar quando soube que o celular havia sido encontrado e que a pessoa queria devolvê-lo. Marcamos um encontro no fim do dia, próximo à minha casa, no bairro São Pedro, em Vitória, para devolver o aparelho", explicou.

Gentileza gera gentileza

foto: Arquivo Pessoal
Alcimar Moreira
Atrás do sonho: Alcimar (centro) foi aprovado em um projeto social e quer ser jogador de futebol
Alcimar, Ingrid e Rachel se encontraram e o telefone foi finalmente devolvido à proprietária. Comovida com a atitude nobre do jovem, a dona do aparelho comprou um outro celular e o entregou para Alcimar como forma de agradecimento pelo ato que havia tomado.

Novos caminhos

O contrato de estágio de Alcimar venceu e agora o 'Mamá' deixa saudade para a equipe. Mas o novo caminho do jovem pode ser ainda mais brilhante.

Alcimar foi visto por um olheiro de futebol e chamado para participar de um projeto social patrocinado pela Vale. "Ele está correndo atrás do sonho. E digo mais, o Alcimar vai longe, pois joga muita bola e tem futuro no esporte", garantiu Ingrid.  

Tímido e de poucas palavras, Alcimar disse estar muito satisfeito com tudo o que aconteceu e vem acontecendo. "Só fiz o que tinha que ser feito e estou feliz por ter escolhido a coisa certa. Agora vou me esforçar para ser um jogador de futebol".

Bispo cancela missa após proibir grupo de candomblé em igreja

28/12/2011 11h19 - Atualizado em 28/12/2011 11h53

 

 

Após proibir grupo de candomblé em 

 

 

 

igreja, bispo cancela missa em MS

 

 

 

Integrantes do candomblé assistiam à missa e lavavam escadarias.
Bispo em Corumbá disse que não há coerência religiosa nessa participação.

Silvia FriasDo G1 MS
Após a Santa Missa adeptos do candomblé lavam as escadarias da Igreja Matriz (Foto: Divulgação/ Prefeitura de Corumbá)Lavagem da escadaria depois da missa, em 2010
(Foto: Divulgação/ Prefeitura de Corumbá)
Lavagem da escadaria depois da missa, em 2010
(Foto: Divulgação/ Prefeitura de Corumbá)
O bispo Dom Martinez Alvarez, de Corumbá, cancelou a Santa Missa prevista para o dia 30 de dezembro, na Igreja Matriz da cidade, distante 444 quilômetros de Campo Grande. A decisão veio depois que foi proibida a participação dos integrantes do candomblé e da umbanda na missa, ritual que era realizado há sete anos. O grupo poderia apenas fazer a lavagem da escadaria, mas o templo estaria fechado para eles.
Desde 2004, os integrantes das religiões das matrizes africanas assistem à Santa Missa no dia 30, vestidos com as roupas tradicionais, sentados nos primeiros bancos da igreja. Após a celebração, eles saíam e lavavam a escadaria da igreja. Esta participação dentro do tempo já havia sido vetada, mas o bispo resolveu cancelar as missas dos dias 30 e 31 de dezembro.
O bispo disse que já repassou a decisão para os integrantes do candomblé e da umbanda. “Não foi um cancelamento de um momento para outro, foi uma decisão pensada”, disse Alvarez. O bispo explica que a presença do grupo na missa não tem coerência religiosa, pois nunca houve uma união real entre os cultos. “É uma questão doutrinária”. O pároco da Igreja Matriz, padre Fábio Vieira, disse que concorda com a decisão do bispo e com os motivos do cancelamento.
O presidente da Associação Corumbaense das Religiões de Matrizes Africanas do Pantanal e Região (Acorema) e delegado das religiões de matrizes sul-africanas do Centro Oeste, Clemílson Pereira Medina, nega que tenha sido avisado oficialmente pelo bispo da decisão de cancelar a missa. “Corumbá vai perder com isso, eles [bispo e padre] não estão respeitando nem os fieis da igreja deles; as famílias mais tradicionais da cidade esperam essa missa”, disse.
Medina disse que vai manter a lavagem da escadaria, no dia 30 de dezembro, mesmo sem a Santa Missa. Antes, no dia 29, está previsto uma caminhada em defesa da liberdade religiosa.

Fonte: Tv Morena - Mato Grosso do Sul

Examine o seu coração e aquiete-o

 Como está o seu coração? Não pense que vou falar sobre pecados do coração (Mateus 15:18,19). Muitos de nós passamos por momentos de decpção, mágoas, insultos; nos entristecemos diante das dificuldades;somos acometidos pelo cansaço emocional, pelo estresse;nos deixamos abater pela ansiedade; ficamos recentidos por tomarmos decisões precipitadas que trouxeram consequências desagradéveis, e assim vivemos com o coração sobrecarregado de ira, de injúrias, ansiedade, tristeza e angústia...O coração é a sede das emoções, das vontades, dos sentimentos e pensamentos, e ele está relacionado à alma e á mente. Como, então, aliviar o coração?
       Em Eclesiastes 11:10 nos diz o seguinte:"Afaste a injúria do seu coração, e não te deixe sentir-se mau...".Neste caso, é bom saber que "o coração alegre serve de bom remédio"(Prov 17:22).O nosso coração pode ficar doente quendo ficamos ansiosos algo que muito se retarda em acontecer se realizar, mas o anseio satisfeito é árvore de vida (Prov 13:12). O coração cheio de ansiedade, de preocupação deprime o homem, mas uma palavra bondosa o anima (Prov 12:25). A alegria do coração transparece no rosto, mas o coração angustiado deprime a alma (Prov 15:13). Por outro lado, existe pessoas que figem esterem felizes, pois mesmo no riso o coração pode sofrer, e a alegria pode terminar em tristeza (Prov 14:13). Há uma música secular, que não tenho mais o costume de ouvir, intitulada de "Sorriso Mudo", que diz mais ou menos assim: "Quem me ver assim sorridente, não sabe o que estou passando; o meu sorriso é mudo, eu devia estar chorando...".Mas também existe pessoas que manifestam estarem com o coração entristecido. Elas não vivem muito em companhia das outras ficando esoladas...não querem ouvir músicas, etc. O autor de uma outra música,que também não tenho mais o costume de escutar, manifesta estar com o coração triste por causa de um amor perdido, quando na letra da mísica ele diz: "Por mais que eu tente esquecer, por mais que eu não queira lembrar, é só me lembrar dos teus olhos começo a chorar...", e depois ele diz mais a frente:..."ligo o rádio e uma canção de amor começa a tocar...", e então ele segue com o reflão que diz:"Não posso ouvir essa música que ela me mata, são tantas lembranças que eu tenho no peito(Coração) guardadas...Não posso ouvir essa música que eu sofro tanto....". Por mais que seja simplismente uma música, algumas pessoas que estão com o coração entristecido por amor se nanifestam assim...Lendo em Provérbios 25:20, entendo que cantar perto de alguém ou para alguém com o coração entristecido é incomodar o seu espírito.
      Alguns personagens bíblicos tiveram seus momentos de aflição, de angústia e tristeza, de ansiedade, de dor e desespero no coração, mas foram pessoas que encontraram alívio no momento oportuno. Neemias esteve com o coração triste preocupado com seus parentes e amigos que ficaram em Jerusalém quando esta havia sido destruida. O patrão de Neemias, que nunca tinha visto ele assim, lhe perguntou: "Porque está triste o seu rosto visto que não estás doente?Isto é tristeza de coração."( Ne 2:2). Mas Neemias já com o coração aliviado disse que "a alegria do Senhor é a nossa força"( Ne 8:10). Isaías disse que o seu coração estava cheio de ansiedade, de preocupação (Is 21:3,4), mas superou, e já aliviado o seu coração, declarou: "O meu coração se alegra no meu Deus"(Is 61:10). Jeremias exclamou: "Que dor! Estou ferido no meu coração! O meu coração está inquieto; eu preciso desabafar!"(Jer 4:19). Às vezes precisamos desabafar sim... Jeremias foi aliviando o seu coração e mais a frente declarou:"...e a Tua Palavra encheu o meu coração de alegria e o meu coração de felicidade"(Jer 15:16). O salmista Davi disse estar com o coração partido (Salmo 69:20), com o coração ferido e sem vontade de comer (Salmo102:4), com o coração aflito (Salmo 109:22), com o coração desesperado (Salmo 143:4). Mas Davi recebeu alivio no coração e disse: "A tristeza pode durar uma noite, mas a alegria vem ao amanhecer"(Salmo 30:5). No verso 11 ele declara ao autor do alivio no seu coração: "Tu, Senhor, mudastes o meu choro em risos; tirastes a minha aflição e me envolveste de alegria"(11).Uma outra pessoa que viveu tempos com o coração aflito foi Ana. Ela era estéril e andava triste por isso. Seu esposo a interrogou:"Ana, porque choras?Porque não tens vontade de comer?E porque está mal o teu coração?"(1 Samuel 1:4-8). Ana disse ser uma mulher atribulada de coração, mas disse que estava derramando sua alma diante do Senhor (1 Samuel 1:15). Passado algum tempo, Ana entoou um cântico ao Senhor dizendo:"O meu coração se alegra no meu Senhor...ando de cabeça erguida...me sinto feliz"(1 Samuel 2:2).
      E você, quer aliviar o seu coração da angústia, da aflição, dos sentimentos ruins, dos sentimentos de culpas, do estresse, e de todo o tipo de opressão?Comece a examinar o seu coração e o acalme. Além do conselho de Eclesiastes 11:10 que é afastar a injúria, a ira, ansiedade do coração, há um outro bom conselho em Provérbios 4:23, que diz:"Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o seu coração, porque dele procede as fontes da vida". Guardar o coração é tomar cuidado com a mente, com o pensamento, os sentimentos e vontades, porque neles está toda a tragetória da nossa vida. Não devemos ficar abatidos pelas emoções, pelos sentimentos negativos e desnecessários...O Salmo 55:22 diz: "Entrega as tuas preocupações ao Senhor e Ele te susterá; e não deixará que você seja abalado".No Salmo 34:19 diz: "Muitas sãos as aflições do justos, mas o Senhor os livra de todas".O salmista tembém clamou ao Senhor..."Desde o fim da terra clamarei a ti, quando o meu coração estive desmaiado..."(Salmo 61:2). Ele declarou também que "O Senhor sara os quebrantados de coração..."(Salmo 147:3). Portanto,lance sobre Jesus todas as suas ansiedades, porque Ele tem cuidado de nós(1 Pedro 5:7).