Queimou roupas da família para expulsar demônios

Pedreiro ainda agrediu e expulsou a mulher e os filhos de casa, durante o temporal

06/01/2012 - 22h28 - Atualizado em 06/01/2012 - 22h28
A Gazeta
Deborah Hemerlydhemerly@redegazeta.com.br

Dizendo que pretendia "expulsar os demônios de dentro de casa" um marido ateou fogo nas roupas da mulher e dos dois filhos, queimou eletrodomésticos, além das roupas de cama, na tarde de quinta-feira, em Cariacica.

Não satisfeito, ele ainda bateu no filho de 11 anos e na mulher e os colocou, em seguida, na rua, no meio da tempestade. O fato aconteceu por volta das 17 horas, na Rua B, no bairro Montes Claros.

Um vizinho da família socorreu a mulher e os dois garotos. Eles foram abrigados até a chegada da Polícia Militar.

foto: Nestor Muller
ES - Cariacica - Augusto  Cabral da Silva, preso acusado de espancar a esposa no bairro Montes Claro, Cariacica - Editoria: Polícia - Foto:  Nestor Muller

O pedreiro Augusto Cabral da Silva, 36, foi preso e levado para o Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Cariacica. O acusado foi autuado por danos materias e lesão corporal.

A mulher dele, a doméstica M.P.M., 46, e o filho agredido também estiveram na delegacia para prestar depoimento. Ela disse para a polícia que é casada com Augusto há 17 anos, e tem dois filhos.

A vítima detalhou, ainda, que, desde o Natal, o pedreiro tem ficado agressivo, quebrando tudo em casa. Na tarde de quinta-feira, não foi diferente.

A doméstica contou para a PM que chegou em casa do trabalho com o filho, que também foi agredido, e encontrou as roupas e objetos queimados.

Ela ainda o questionou porque Augusto estava fazendo aquilo. O pedreiro respondeu que queria expulsar os demônios de dentro de casa. Em seguida, segundo M.P., o marido partir para cima de um dos filhos do casal tendo enforcá-lo.


Agressor seria usuário de crack
Ao ver o filho sendo agarrado pelo pescoço pelo próprio pai, a doméstica tentou salvar o menino e recebeu um empurrão, seguido de socos. Em seguida, mesmo com o temporal ocorrido na tarde de quinta-feira, Augusto obrigou que a mulher e os filhos a saírem de casa.

O vizinho que socorreu a família afirmou para a polícia que esta não foi a primeira vez que Augusto agrediu a mulher e os filhos. No depoimento que prestou à polícia, a doméstica relatou que o marido é usuário de crack há algum tempo. O suspeito alegou que queimou tudo porque a mulher havia dormido fora de casa. Ele não pagou a fiança arbitrada em R$ 1,5 mil e permanecia preso até o fechamento desta edição.
 Fonte: Jornal A Gazeta (Vitória-ES)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por visitar meu blog!