Jovem inconformado com fim de namoro faz 611 ligações e manda 289 torpedos para celular da ex



A enxurrada de ligações foi feita em menos de 8 horas. A vítima, grávida de seis meses, diz que o suspeito a ameça de morte e xinga em redes sociais

Inconformado com o final de um relacionamento um jovem de 28 anos passou a madrugada de ontem ligando e mandando mensagens com ameaças para o celular da ex, uma vendedora de 41 anos. Além dela, os filhos da mulher, de 12 e 4 anos, também são alvos do ódio e da perseguição do suspeito.

Somente entre às 19h de terça-feira e às 3h de quarta-feira foram 257 ligações e 80 torpedos com mensagens que alternam entre pedidos de desculpa e xingamentos. Além disso, entre às 22h30 de quarta e às 9 horas de quinta, o homem ligou mais 259 vezes para o celular da vendedora e mandou 80 mensagens. No total foram 611 ligações e 289 torpedos.

A vítima disse à reportagem que está grávida do ex e que a gestação, já no sexto mês, é de risco. “Ele me manda mensagens dizendo que deseja que eu e morra no parto e o bebê também. Depois se diz arrependido e me pede desculpas. Ele é maluco e bipolar”, ressalta a vítima.

A mulher disse que conheceu o ex-companheiro pelo Facebook, logo após a separação do primeiro casamento, que durou 13 anos. Em uma viagem ao Rio Grande do Sul, os dois começaram a namorar, mas o relacionamento acabou após um anos e dois meses de convívio. A vendedora se mudou para Vitória com medo do assédio do ex e há seis meses eles estão separados.

De acordo com a vendedora, desde que terminou o relacionamento com o desempregado, vem sendo perseguida por ele, que usa as redes sociais para difama-la com xingamentos e acusações de traição.

“Ele liga para a minha família, pros meus amigos e até para meu ex-marido me ofendendo“, relata. Com medo, a mulher que mora no Parque Moscoso, em Vitória, registrou um boletim de ocorrência contra o ex-companheiro na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam).

Algumas mensagens enviadas pelo desempregado

“Desejo que te ferres muito mais. Desculpa me esqueci que não passará do parto.”

“E dai, G*, me diz uma coisa você e seu irmão preferem ir morar com teu pai ou irem pra um orfanato. Pq o juizado de menores ai ir ai no apto e se tiverem os dois sozinhos dai tua mãe não vai poder ficar com vocês.”

“Fala comigo por favor. Por favor, por favor. EU AMO VOCÊ.”

“Desculpa, não quero te incomodar. Você deve estar ocupada ajoelhada na frente do pastor”

Fonte: Gazeta Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por visitar meu blog!