Rapaz esfaqueia homem e diz que foi Deus quem mandou




Rapaz esfaqueia homem em Cariacica e diz que obedeceu uma ordem de Deus
  
Um jovem de 20 anos foi preso acusado de tentar matar um homem próximo ao Terminal de Itacibá, em Cariacica. Osmar Santos de Almeida estaria tentando praticar um furto e esfaqueou o homem que o pegou em flagrante.

Wanderlei Antônio trabalhava no terminal quando viu Osmar tentando furtar um veículo. O suspeito chegou a remover uma das peças do carro. Ao tirar satisfação, a vítima foi esfaqueada. Wanderlei foi socorrido e levado para um hospital. Populares perceberam a movimentação e se mobilizaram para conter o suspeito até a chegada da polícia.

No Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Cariacica, o suspeito chorou. “Foi Deus quem mandou. Ele falou para eu ir lá e colocar a faca. Eu obedeci a Deus”, disse Osmar Santos de Almeida.

O rapaz disse que queria furtar o carro para matar a fome. “Eu estava precisando para comer. Eu ia tirar as peças para desmanchar e vender”, afirmou o suspeito.

As alegações de Osmar não convenceram a polícia. Ele foi autuado por tentativa de furto e de homicídio e transferido para o Centro de Detenção Provisória de Viana.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, a vítima foi atendida no Hospital Antônio Bezerra de Faria e já teve alta.

Fonte: TV Vitória
Redação Folha Vitória

Diploma não faz pastor e unção não se compra em faculdade de teologia


Por Sérgio Oliveira

Ternos e gravatas caríssimas não soltam a voz do pregador no  púlpito. A pregação de fogo é vinda de Deus. Diploma de teologia não traz informações da vida do pastor e não afirma que o mesmo será um exemplo em sua denominação. 


Foto: Divulgação 

Dias destoantes e nada soa de acordo com as coordenadas do maestro. É um espelho de duas faces maças: ‘Eu tenho’ e ‘você não tem’. Certos homens se julgam superior por ter em mãos um diploma. Quantos médicos cometem erros ceifando vidas – tiram o fígado saudável quando na verdade eram os rins que estavam em falência. Na ditadura Militar de 64 o Diploma de jornalismo era obrigatoriedade por lei. Todavia o sistema da obrigatoriedade do diploma para exercer o jornalismo no Brasil caiu por terra, visto que entendimento do Supremo Tribunal Federal julgou que a profissão de jornalista é uma arte, uma atividade intelectual que não deve ser restrita a um diploma.


Como prova que diploma não é tudo, na lista do time dos sem diplomas destacamos Hélio Costa (ex-ministro das Comunicações); Franklin Martins (ex-ministro da Comunicação Social); Bóris Casoy (âncora de telejornal); Irineu Marinho; Roberto Marinho (proprietário da Rede Globo); Carlos Drummond de Andrade; Manuel Bandeira; Armando Nogueira, Luís Fernando Veríssimo, Nelson Rodrigues, entre outros. Hélio Costa, o repórter mais famoso de todos os tempos no Brasil esteve em 73 países e cobriu os conflitos em El Salvador, Nicarágua e no Oriente Médio, fazendo reportagens especiais para programas como o Fantástico. Carl Bernstein e Bob Woodward também não tinham diploma de jornalismo, entretanto, suas reportagens sobre o que sucedeu no hotel Watergate causaram a renúncia do ex-presidente norte-   americano Richard Nixon.

Certa porcentagem de jornalistas formados critica o sucesso dos não formados quando deveriam é se preocupar com os erros grotescos de português, a falta de criatividade e matérias horríveis do tipo ‘Baleia aparece nadando numa praia de Cabo Frio’ - seria difícil se aparecesse voando. Deixando de lado o jornalismo, na área da teologia ‘chove’ de pastores menosprezando pastores que não possuem diploma de teologia. A função do pastor é cuidar do ‘rebanho de Deus’ (1 Pedro 5:1-2); Atos 20:28), passar seu tempo fazendo a vontade do Senhor, ensinando as ovelhas o que é certo e errado. Na turma de ‘chove’ pastores boa parte está somente interessada no salário no fim do mês sem nada produzir no templo: planta sem esterco não cresce, ovelha sem líder desgarra.

A Bíblia Sagrada é o único manancial de informações sobre a aspiração do Pai. Nos anos 30 a 33 D.C, Jesus em sua missão como homem que sangra e chora exigiu mudanças radicais dos lideres religiosos. Atualmente muitos líderes estão fazendo tudo ao contrário – só faltam traduzir a Bíblia para o idioma do ‘tanto faz’.

Não é desfile de moda, entretanto, os púlpitos estão cheios de pastores diplomados trajando ternos caríssimos (Mateus 6:19-34). Os mesmos não são ‘nada’ sem aqueles esboços com mais de 10 folhas – parece até livro. Na hora da mensagem as ovelhas olham para o relógio e dormem em pleno culto. Não é preciso usar o Google para buscar uma resposta para a vida interior desses pastores, pois com certeza a resposta para a busca é fundamentada em três estações: Lamaçal do adultero, da cobiça e da inveja. Eles fazem parte do capitulo bíblico de Isaías 56:9-12, Jeremias 10: 21 e Jeremias 23:1-2.

Muitos não tiveram a oportunidade de cursar uma faculdade de teologia – cuidado irmão tem faculdade de teologia por ai afirmando que Judas Iscariotes foi 100000 % com certeza para o inferno e também que muitas passagens na bíblia são fábulas, mas que pregam com tanta unção que poderiam ficar falando dias e mais dias que as ovelhas não sentiriam sono. São pastores consagrados de Deus que passam o tempo todo de joelhos em cima de caroços de milhos, vivendo para Cristo, por isso, são capacitados para determinada obra, não precisando de esboços e diplomas, mero papel que a traça um dia destrói.

Diploma de teologia não traz informações da vida do pastor e não o qualifica para ser um exemplo em sua denominação, pois o homem muda como camaleão. Aos olhos de centenas de pessoas para ser pastor tem que ter diploma, ser casado – para não levantar a hipótese que seja gay, ter filhos crédulos, ser cientes da palavra, ser bacana, reverenciado por muitos, ser correto, entre outras qualidades. Tudo cai por terra se portar essas qualificações e vivê-las apenas no púlpito (Isaias 29: 15).

Baleia/tribufú

Não importa a escolaridade, os cursos superiores, cursos básicos de teologia, diplomas, certificados de seminários, o erro está no interior da pessoa, porque escolaridade não ora, não faz milagre e não tem vida própria – é um passado abstrato. Tem pastor todo lindo em cima do púlpito passando sermão nas ‘ovelhas’ quando na verdade sua vida conjugal é um desastre de elefante com trem bala. No templo enaltece a esposa e em casa a trata como se fosse um lixo, chamando-a de peste, gorda e tribufú, não tendo capacidade física e espiritual para dizer para a sua companheira que a ama. Enfim é o maestro do sem ritmo, sem ritmo para o carinho, o romantismo e compreensão.

Deus capacita às pessoas e as levam para outras fronteiras. Quantos que nunca entraram em uma faculdade de teologia e pregam em outros países e por todo Brasil. Isso é benção proveniente de Deus que não quer saber do diploma e sim da sinceridade que vem do coração. Diploma não faz pastor e unção não se compra em faculdade de teologia. Ternos e gravatas caríssimas não soltam a voz do pregador no púlpito. A pregação de fogo é vinda de Deus.

Original

O Pr. Falzer da Igreja Assembleia de Deus em Vila Velha (ES), certa vez em um Congresso disse que não estava naquele evento para tentar imitar outros pastores famosos da Igreja Assembleia de Deus e nem os outros pastores fazerem o mesmo, pois Deus não trabalhava com cópia ou xérox.

     
   Crédito da Foto: Sérgio Oliveira


“Não preciso imitar outros pastores, e nem eles a mim. Deus não trabalha com cópia ou xérox. ‘ELE’ só trabalha com originalidade. Têm cantores que cantam para receber a honra dos homens, tentando ser melhor que os outros O cantor que canta pretendendo ganhar a honra dos homens, visando fama e status, com certeza sairá com o coração vazio, pois tem que cantar para a Glória de Deus e não para os homens”, disse.

Homens de Gravatas e Doutores da Lei

Falzer contou que foi pregar em uma Igreja da Assembleia de Deus e se deparou com uma situação diferente de tudo que já tinha visto em sua vida.

“Outro dia estava pregando em uma igreja da Assembleia de Deus. Chegou um ‘irmão’ e alertou-me para que não pregasse em tom alto e nem orasse em línguas, pois ali estavam doutores como médicos, juízes e promotores e, que a igreja não poderia deixá-los constrangidos. Então, disse a ele: Meu irmão, amanhã você fala para o seu pastor que é para ele passar uma tinta em cima do letreiro onde se lê: Igreja Assembleia de Deus, pois a Igreja Assembleia de Deus foi feita para louvar e não para se calar. A Igreja que tem profeta, o diabo não entra, pois quem manda na língua do profeta é Jeová”, detalhou.

Esse é um pastor de Fogo, independente de diploma ou não. A mensagem aqui no texto é especificamente para o grupo do ‘Tenho’. Use o púlpito com sinceridade, não faça da palavra de Deus uma piada de boteco, seja fiel aos ensinamentos de Cristo. Diplomado, dobre seus joelhos e não critique o sem diploma, pois no dia do julgamento final escolaridade não salvará ninguém. Se agir assim, com lealdade com seu rebanho, Deus o capacitará e quando perceber estará pregando sem esboços, pois a Glória de Deus passou a agir em sua vida espiritual.

Finalizando, cuidado ao agir por impulso, não ajuíze o que os seus olhos não conseguem discernir. Se Deus lhe dissesse que a sua salvação estaria na pergunta que seria feita a você, o que você responderia se perguntasse se Judas, o traidor foi 10000% com certeza para o inferno ou não? Bom, antes de tudo se informe em MT 26:24 e MT 19:27-28 e deixe o julgamento para Deus, pois somente Ele pode julgar Judas ou quem quer que seja. E cuidado para não sair dizendo que a pessoa que traduziu a Bíblia para o inglês errou a tradução é escreveu: “Then answered Peter and said unto him, Behold, we have forsaken all, and followed thee; what shall we have therefore? And Jesus said unto them, Verily I say unto you, That ye which have followed me, in the regeneration when the Son of man shall sit in the throne of his glory, ye also shall sit upon twelve thrones, judging the twelve tribes of Israel” ( MT 19: 27-28), afirmando que o tradutor teria que colocar eleven (11) no lugar de twelve (12).