Pastores comentam casamento polêmico entre Magno Malta e Lauriete Gomes


Presidente da Associação de Pastores diz que houve um caso de indisciplina, já que os dois eram separados e optaram por um segundo casamento.

Foto: Arquivo Pessoal
Arquivo Pessoal
Magno Malta e Lauriete


Ao que tudo indica o casamento do senador Magno Malta com a deputada federal Lauriete ainda vai dar o que falar. A notícia gerou burburinho entre religiosos, que não veem com bons olhos o fato de ambos serem separados e optarem por um segundo casamento. No fórum realizado pelo GAZETA ONLINE durante a semana, questionando o assunto, 62.18% das pessoas acreditam que "se já casou uma vez na igreja, não pode casar mais, a não ser que fique viúvo". 

A união entre os dois não foi bem avaliada pelo pastor Ozenir Corrêa, líder da Igreja Batista Filadélfia e presidente da Associação de Pastores de Vitória. 

"Biblicamente, o casamento é insolúvel. Fisicamente é um só. O próprio senador Magno Malta pregou por anos essa insolubilidade, e agora caiu contra a sua própria verdade", afirma o presidente.

O pastor avalia também que o casamento é a base da Igreja, embora não venha sendo atendido por alguns fiéis. "O respeito ao casamento é a base da Igreja. Mas nem todo mundo, dentro da Igreja, anda por aquilo que a gente prega. Apesar de tudo, as pessoas são livres. Não podemos obrigá-las a seguir as doutrinas. A Igreja tem o papel de ensinar, e cabe a cada um seguir conforme a luz que tem", diz.

Questionado se o casal pode ser discriminado no meio evangélico, ele é categórico. "A palavra não é discriminação, nem preconceito. Falamos em processo de indisciplina. Todo estatuto da Igreja, não só evangélica, mas também a católica, diz que ela é um templo aberto para todas as pessoas. Quando as pessoas já chegam com essa situação (casadas após a separação), são recebidas. Mas quando passam por essa situação dentro da Igreja, há um processo de indisciplina, diferença. Eles estão quebrando uma norma", explica.

"Se casaram, que sejam felizes"

O pastor Douglas Lopes Gomes, da Coordenação Sócio Religiosa da Prefeitura Municipal de Cariacica, afirma que a questão é delicada e que há Igrejas que aceitam um segundo casamento, mesmo a pessoa não sendo viúva.

"A Bíblia condena o divórcio. Agora, todos devem olhar que há pessoas que se arrependem dos seus erros, e isso é pessoal. A Bíblia não dá o respaldo para o segundo casamento, mas Deus perdoa a todos. Há Igrejas que aceitam o segundo casamento, reconhecendo que, na realidade, os casal obteve um perdão de Deus ao reconstruir uma nova família", afirma.

Ele ainda deseja felicidades ao novo casal. "Estou dizendo que o casamento segundo a Bíblia é um só. Não  vou dizer que eles estão errados. É uma questão muito pessoal, por isso eles não tem aberto essa situação da vida deles. Já que casaram, que sejam felizes", diz. 

O pastor da Assembleia de Deus Levi Oscar de Moura foi procurado pela equipe de reportagem, mas não quis comentar a união. Segundo o líder religioso, ele não foi convidado nem participou do casamento entre a deputada e o senador. Ele destacou, entretanto, que a cerimônia foi um jantar e teve a presença de alguns parentes e amigos.

Outras lideranças religiosas afirmaram que só se pronunciariam após um comunicado oficial do casal sobre o matrimônio. 

Fonte: Gazeta Online

Magno Malta e Lauriete se casam em cerimônia secreta em Guarapari

Senador e deputada federal oficializaram a união na quinta-feira

O senador Magno Malta (PR) e a deputada federal e cantora gospel Lauriete (PSC) se casaram na última quinta-feira (28). A união foi oficializada em uma cerimônia privada, e teria acontecido em Guarapari.

Foto: Arquivo Pessoal
Arquivo Pessoal
Magno Malta e Lauriete: agora, a união é oficial

Noivos há cerca de um mês, o  casal  escolheu a  data para conciliar as agendas parlamentar e de shows dos dois. A cerimônia, mais reservada e familiar, não foi divulgada antecipadamente.
O relacionamento amoroso não é surpresa na bancada federal. Divorciados recentemente, eles já eram  vistos juntos com frequência no Congresso, embora com discrição, antes do anúncio do noivado, feito na semana passada.

Aliados na bancada evangélica e na Frente Parlamentar em Defesa da Família no Congresso, Magno e Lauriete também são cantores do gênero gospel e já teriam até feito shows juntos.

Declaração de amor

Magno recusa-se a falar de sua vida pessoal e não dá entrevista sobre o assunto. Sua assessoria também não comenta. No perfil oficial do republicano no Facebook, porém, há fotos dele com Lauriete. Em uma delas, aparecem abraçados, sorridentes, com aliança no dedo e os seguintes dizeres do senador: “Essa é minha estrela preferida... Casal lindo!!!".


"Essa é minha estrela preferida... Casal lindo!!!"
Magno Malta
Senador, em mensagem no Facebook


A postagem rendeu 108 “curtidas” e 221 compartilhamentos, além de comentários de felicitação deixados por amigos, cantores e pastores.
Resistência na igreja

Magno já não é mais pastor da Igreja Batista. Lauriete frequenta a Igreja Assembleia de Deus do bairro Ibes (Vila Velha). Ela foi casada com o ex-vereador e ex-deputado Reginaldo Almeida (PSC), que é da Assembleia de Deus.

Reservadamente, pastores relatam insatisfações com a união dos dois parlamentares, devido a preceitos religiosos contrários à união afetiva não motivada por viuvez do cônjuge.
Magno já conduziu as CPIs do Narcotráfico e da Pedofilia e agora é presidente da CPI dos Erros Médicos. Lauriete é titular da Comissão de Seguridade Social e Família.

Fonte: Gazeta Online