Vivendo as experiências do outro.

LEIA COM ATENÇÃO E REFLEXÃO!

Houve uma vez, um homem que foi posto para chefiar por tempo indeterminado um empresa, e ele era adversário de alguns que desejavam também chefiar a empresa. A situação financeira ficaria difícil durante sua administração. Os jornais já falavam das dificuldades que tantos empresários enfrentariam. Aquele homem administrou a empresa, com erros e acertos, e financeiramente, muitas coisas não estavam favoráveis. Seus adversários, vários grupos, não levavando em consideração a situação financeira em torno das empresas, diziam que o homem não era um bom administrador. Afirmavam que não sabia administrar a empresa. Eram conclusões um tanto tendenciosas, apenas exclusivistas de um grupo. Certo dia, após alguns anos, o cargo de chefe na empresa foi novamente disputado pelos adversários daquele homem, que também se incluiu na disputa. Contudo, o cargo foi assumido por um outro homem. Haviam, no entanto, na empresa, as mesmas dificuldades financeiras enfrentadas pelo chefe anterior e tudo era apontado para ele, e com a mesma intenção de sempre. Depois de algum tempo, o novo chefe da empresa não foi visto pelo seu grupo, pelas pessoas da empresa, pelos interesseiros, como um mal administrador. Todos diziam que a situação financeira não estava favorável, diziam que os recursos econômicos eram poucos, e que a situação viria a piorar. Antes, era porque a empresa não estava bem administrada e que o chefe não sabia administrar. Agora, para o novo chefe, a situação era outra totalmente diferente.

Conclusão da história: Algumas experiências vividas por você no lugar de outra pessoa revelam o quanto você é igual a ela, e quando você não tem a coragem de assumir isso, você torna-se um hipócrita e dissimulado, tentando evitar que os outros vejam os mesmos defeitos em você. Pense nisso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por visitar meu blog!